shutterstock_44165005_MulherCostas

Apresentação e objetivos

Este curso é direcionado para osteopatas, fisioterapeutas e alunos de osteopatia que pretendam aprofundar os conhecimentos e competências técnicas e científicas no campo da avaliação e tratamento osteopático de pacientes com lombalgias e lombociatalgias. Pretende-se que os participantes desenvolvam o seu raciocínio clínico e competências de avaliação e tratamento centradas no paciente, que lhes permitam intervir de forma autónoma, competente e eficaz.

Destinatários

Osteopatas.

Objetivos gerais

No final desta formação, os participantes deverão possuir competências de avaliação e tratamento osteopático centradas no paciente, que lhes permitam intervir de forma autónoma, competente e eficaz em quadros clínicos de lombalgias e lombociatalgias.

Objetivos específicos

  • Rever as patologias comuns em pacientes com dor lombar, pélvica e radicular;
  • Ser capaz de estabelecer um raciocínio clínico fundamentado e orientado em situações clínicas complexas e imprevisíveis;
  • Desenvolver e aplicar estratégias de avaliação e intervenção osteopática em pacientes com lombalgias e lombociatalgias;
  • Ser capaz de selecionar e aplicar técnicas de tratamento osteopático adequadas e de forma segura em pacientes com lombalgias e lombociatalgias;
  • Refletir e avaliar criticamente o papel da osteopatia e das intervenções multimodais e multidisciplinares em pacientes com lombalgias e lombociatalgias.

Duração e Horário

  • Duração: 2 dias, 16 horas
  • Horário: 9H00–13H00 e das 14H00–18H00

Programa/Conteúdos

  • Raciocínio clinico em osteopatia – princípios osteopáticos, cuidados de saúde primários e incerteza na prática clínica
  • Revisão de patologias comuns em pacientes com lombalgias e lombociatalgias
  • Dor aguda e crónica
  • Dor lombar, pélvica e radicular – influências biopsicossociais, alostase e stress, adaptação e doença
  • Métodos e técnicas de avaliação e tratamento em pacientes com dor lombar, pélvica e radicular
  • Coluna lombar e pélvis: fatores neuro-músculo-esqueléticos, biopsicossociais e viscerais
  • Lombalgias de origem visceral, discopatias e radiculopatias
  • Fatores de risco
  • Evidência científica da osteopatia em pacientes com lombalgias e lombociatalgias
  • Anamnese, exame clínico e avaliação osteopática e interpretação dos exames clínicos
  • Técnicas osteopáticas indiretas – funcionais (incluído strain-counterstrain), cranianas e viscerais
  • Técnicas osteopáticas diretas – Muscle Energy Techniques e técnicas manipulativas avançadas de impulso de alta velocidade e baixa amplitude
  • Raciocínio clínico/resolução de casos clínicos